quinta-feira, 30 de agosto de 2012

O diário de Anne Frank.




Todos já devem ter ouvido falar da obra "O diário de Anne Frank" não é mesmo?
Não sei vocês viram, mas domingo passado (26/08) no fantástico passou uma reportagem sobre a obra e ainda mostrou algumas pessoas que conheceram e conviveram com Anne na época do holocausto.




Com a ditadura, a família de Anne veem obrigados a se mudaram para Amsterdã para ficarem mais seguros e não serem pegos por alemães nazistas.
Anne e sua irmã, Margot, iam super bem nos estudos, Margot gostava de matemática e Anne por leitura mas elas não podiam estudar em nenhuma escola convencional, então se mudaram para uma escola judaica.
Anne tinha 13 anos, e era muito difícil para ela ficar trancada dentro de um cômodo. Ela queria sair lá pra fora, andar no parque, brincar na rua, fazer coisas que uma garota da sua idade normalmente faria, mas infelizmente ela não podia sair. Então seu pai, Otton, lhe deu um diário no qual ela podia "ir para qualquer lugar usando a imaginação". E a partir desse dia Anne começa a descrever como era a vida de quem era refugiado, seus pensamentos e suas angustias.
Anne e sua família viviam em um esconderijo com mais 4 pessoas e era Miep Gies e seu marido que ajudavam os Franks a sobreviverem, levando alimentos e os mantendo informados sobre tudo. Havia mais pessoas que sabiam desse esconderijo,Victor Kugler, Johannes Kleiman e Bep Voskuijl (todos funcionários do escritório que ficava em baixo do esconderijo que os Franks viviam.

Anne começa a fazer amizade com Petter (ele e seus pais também viviam como refugiados junto com a família de Anne), ao longo do tempo que ele estão juntos eles conversam bastante, já que Petter não era de muitos amigos e Anne queria alguém para conversar, acabaram fazendo amizade e em pouco tempo ele acaba se apaixonando por ela.
Passam mais ou menos 2 anos que eles estão refugiados, então alguém os denuncia para policiais alemãs e então todos são capturados e levados a campos de extermínio. Infelizmente, todos acabam morrendo, apenas Otton sobrevive que depois de tudo ter acabado, volta ao esconderijo e encontra uns documentos, algumas fotos e o diário de Anne ...



Para saber mais sobre a história:
-
Uol educação.
- O diário de Anne Frank (livro)
- Anne Frank (biografia)
- O diário de Annne Frank (Página do facebook)
- O diário de Anne Frank (arquivo pdf)


Sabe está senhora da foto abaixo ...

Ela era a Sra. Miep que ajudou Anne e sua família na época do Holocausto. Infelizmente ela morreu em janeiro desse mês com 100 anos. VEJAM*


Petter mudou-se para E.U.A onde vários judeus haviam ido também. Lá ele casa-se e tem um bom emprego, porém ele sente pertubado aos lembrar da infância, de Anne e de como a amava ... A escritora Ellen Feldman escreve "O menino que amava Anne Frank"


Fizeram também uma adaptação cinematográfica do livro, que também de chama "O diário de Anne Frank", é bem antigo, gravado ainda em preto e branco, mas mesmo assim é um ótimo filme (FILME COMPLETO*)
E aí esta uma das partes do filme que eu mais gostei, o qual Anne vai ao quarto de Petter para conversar.




Bem pessoal, é só! Confesso que me emocionei bastante assistindo ao fantástico quando falaram de Anne e ainda uma senhora que viu Anne no campo de extermínio (que atualmente mora no Brasil), disse "era muito triste ver Anne daquele jeito, com um cobertor sobre o corpo, desnutrida e com pulgas pelo corpo" quando a Senhora foi descrevendo como ela vira Anne, realmente sem palavras ...
Mas leiam o arquivo em pdf ou assistam o filme, o link do youtube está com o filme completo para conhecerem mais sobre Anne.
Espero que tenham gostado !

7 comentários:

  1. ainda nao assisti e nem li nada parecido, achei interessante sabe

    ResponderExcluir
  2. Eu vi a reportagem também, e já tinha visto o livro la na biblioteca perto de casa, mas não dava vontade de ler. Agora é diferente fiquei com um gás a mais vou ler o livro. Nossa eu não sabia que tinha o filme uhuh legal!

    - Como as coisas estão estranhas para conhecer o Blog Sonhos Perdidos é só clicar no meu nome ok :P te vejo lá!

    beijão!

    ResponderExcluir
  3. Tem esse livro na biblioteca da minha escola, ainda não peguei para ler :D

    ResponderExcluir
  4. Pois é, depois de termina de ler "A culpa é das estrelas", vou ir na biblioteca aqui da minha cidade, ver se eu acho ele *-*

    ResponderExcluir
  5. NOSSSSSSSSSA! Parece ser perfeito, fiquei sabendo agora do filme. E, deve ser com certeza muito emocionante, eu tenho certeza que irei comprar o livro esse mês ainda, e le-lo. Ouvi tantas críticas positivas e com mais essa, é definitivo.

    Beijoos, desleituras-em-serie.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né e é mesmo, eu estou lendo ele, é muito lindo *-*

      Abçs.

      Excluir